top of page

ENTENDO SUA DEPÊNCIA EMOCIONAL E GASTOS IMPULSIVOS!


Olá Mulher, tudo bem ? Hoje eu quero te contar uma história, peço que leia até o final, e perceba se você em algum lugar se identifica com ela, talvez você tenha clareza sobre alguns aspectos da sua vida.

Era uma vez uma menina que cresceu em um lar onde seus sentimentos eram frequentemente ignorados e desvalorizados. Ela se sentia constantemente rejeitada e incompreendida. Ela tinha pai e mãe que eram separados, mas eles trabalhavam muito, e nunca estavam presentes, assim ela cresceu sozinha sofrendo com a ausência emocional deles, porque também estavam em suas próprias dores.

A menina cresceu e foi para suas relações, e foi ganhar dinheiro. Mas como ela tinha aprendido a amar na infância com relacionamentos ausentes e dolorosos, ela passou a ter conexão com pessoas que não sabiam amar. Essa mulher, devido à sua infância marcada por rejeição, desenvolveu uma dependência emocional, buscando constantemente a aprovação e o amor do


s outros, muitas vezes colocando suas necessidades em segundo plano. Isso afetou seus relacionamentos e a capacidade de tomar decisões saudáveis.

A dependência emocional torna difícil para esse adulto manter relacionamentos saudáveis. Elas tendem a se envolver em relações tóxicas, buscando nos outros o que não receberam na infância. Isso resulta em mais dor e sofrimento.

A busca desenfreada por amor e aceitação muitas vezes se estende aos aspectos financeiros e essa mulher pode gastar impulsivamente em busca de reconhecimento ou tentar preencher o vazio emocional com compras, levando a problemas financeiros.

Como sair deste ciclo:

Para sair desse ciclo, é fundamental reconhecer a criança ferida interior e começar o


processo de cura. Cinco dicas para iniciar a jornada de recuperação são:

  1. Autoconhecimento: Entenda como sua infância afetou suas crenças e comport


amentos atuais.

  1. Terapia: Procure ajuda de um terapeuta para trabalhar na cura da criança interior.

  2. Estabeleça Limites: Aprenda a definir limites saudáveis nos relacionamentos.

  3. Pratique o Autocuidado: Dedique tempo para cuidar de si mesmo, atendendo às suas necessidades emocionais e físicas.

  4. Desenvolva Relações Saudáveis: Busque conexões saudáveis que apoiem seu crescimento emocional.

Se pergunte: Você já buscou ajuda profissional para lidar com questões emocionais do passado?

Você acredita que suas relações afetivas e financeiras estão sendo afetadas por questões não resolvidas da infância?



Caso queira começar agora o seu processo de transformação, convido você a participar da Roda de Constelação Familiar e Sistêmica online no dia 19/10 às 21hs. Nesta sessão, abordaremos a cura da criança interior e a reconexão com os pais, ajudando a transformar relacionamentos e problemas financeiros. Junte-se a nós para uma jornada de cura e transformação.




Entra no link e saiba como participar: https://www.bit.ly/2YZpVfC

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page